«

»

Oct 10

Print this Post

Dor: Fetiche ou Ignorância?

Dor: Fetiche ou Ignorância?

Confesso que há dias em que não percebo os meus pacientes, e fico a pensar se terão algum gosto na dor que têm. Será que gostam de sofrer ou apenas não sabem a quem recorrer? Tenho frequentemente conversas com eles em que o tema é “aguentar a dor”. Os pacientes dizem “Aguento muita dor, é preciso as coisas estarem muito mal para me queixar” ou mesmo “Mas dores tenho sempre, e aguento, só que desta vez são demais”. A minha reacção é sempre de choque!

Quando comentei isso com nosso amigo Fernando Alvim, ele disse-me logo no seu estilo inimitável, “Ó Dra., olhe que isso das pessoas gostarem da dor, às vezes é mas é um fetiche”! Mas para muitos pacientes não é, claro, e apetece-me agora é perguntar-lhes “Acha que isso é algo de que se deva gabar? É algum tipo de fetiche ou é parvoíce sua?”.

Os “sinais” que o nosso corpo nos dá – dor, formigueiros, calor, tonturas – são a única forma de comunicação que o corpo tem para nos transmitir as suas necessidades e “avarias”. A sensibilidade não é o problema, o problema é a sua causa, o que está por trás, o “grito” do corpo a pedir ajuda para resolver a “avaria”. Uma doença leva anos a criar e durante esse tempo o corpo dá “sinais” cada vez mais frequentes e fortes até ser insuportável. Na verdade, se prestássemos mais atenção a esses sinais, íamos dar-nos conta de que é muito mais difícil ficar doente do que manter a saúde!

Todo o nosso corpo é uma rede de interacções, um verdadeiro micro-cosmos, e existem muitos mecanismos que mantêm a sua regulação: a dor é um deles. Não a devemos ignorar! Os pacientes não se dão conta que ignorar a dor é o mesmo que usar remédios químicos para “tapar” os sintomas dos nossos problemas. Se usarmos analgésicos para tapar uma dor numa perna ou num joelho, não vamos correr, pois não? Sabemos que, embora não haja dor naquele momento, o problema não desapareceu, e não devemos abusar. Qual é o interesse de não resolver o problema logo no início quando o corpo nos dá os primeiros sinais? Prefere um problema muito mais grave, tem prazer no sofrimento? Tem algum fetiche da dor? A nossa reacção devia ser sempre ouvir o nosso corpo e iniciar um processo de tratamento logo.

Não só sofreríamos menos, como o tratamento seria mais rápido e mais económico! Da próxima vez que sentir dor, não a ignore, questione o seu corpo e comece o tratamento! A menos que tenha um fetiche, claro…

 

dra-chen-rtp

Permanent link to this article: http://ctcportugal.com/dor-fetiche-ou-ignorancia/